quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Calor intenso! Cuide - se!


O nosso corpo esforça-se por manter uma temperatura corporal interna constante de 37ºC ao longo do tempo. Durante os períodos de calor intenso, a principal forma de resfriamento do corpo é na produção de suor, que depois se evapora. Mas, quando os níveis de umidade do ar aumentam, o suor não consegue evaporar tão depressa como seria aconselhável. A evaporação do suor pára completamente quando a umidade relativa atinge os 90%. Nestas circunstâncias, a temperatura do corpo aumenta e a consequente subida da produção de suor pode levar à desidratação excessiva, podendo provocar danos irreversíveis a saúde. Alguns sintomas como cãibras, tontura, dor de cabeça e cansaço são percebidos com o clima quente.

Esgotamento devido ao calor
Resulta da alteração do metabolismo hidro-eletrolitico provocada pela perda excessiva de agua e de eletrolitos. Esta situação pode ser especialmente grave nas pessoas idosas e nas com hipertensão arterial.

Sintomas
  • sede intensa;
  • palidez;
  • cãibras musculares, cansaço e fraqueza;
  • dor de cabeça
  • náuseas e vômitos;
  • desmaio;
  • respiração rápida e superficial.
Cãibras por calor
Podem resultar por simples esposição ao calor intenso, quando se transpira muito após o exercício fisico intenso e de uma hidratação inadequada (só com água, sem substituição dos eletrolitos perdidos da transpiração). Embora menos graves do que o golpe de calor e o esgotamento, podem também necessitar de tratamento médico. São especialmente  perigosas em pessoas com problemas cardiacos ou com dietas hipossalinas (pobres em sal).

Sintomas
Espasmos musculares dolorosos do abdome, pernas e braços, provocados pela perda de sais e electrolitos

O que fazer?
  • Parar o exercício, se for o caso, e descansar num local fresco e calmo;
  • Alongar os músculos suavemente;
  • Beber água e sucos de frutas natural sem açúcar ou bebidas contendo electrolitos;
  • Procurar ajuda médica se as cãibras persistirem.


fonte:

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Fibromialgia


A fibromialgia é uma síndrome dolorosa não-inflamatória, caracterizada por dores musculares difusas, fadiga, disturbios de sonoparestesiasedema subjetivo, distúrbios cognitivos e dor em pontos dolorosos específicos sob pressão (pontos no corpo com sensibilidade aumentada ou tender-points).
Várias pesquisas indicam anormalidades que problemas nas recepção dos neurotransmissores são frequentes em pacientes com fibromialgia, essas alterações podem ser o resultado de estresse prolongado grave. Depressão maior e transtornos de ansiedade, especialmente transtorno de estresse pós-traumático, são problemas comuns. Dentre os vários prováveis responsáveis pela dor constante estão problemas no sistema dopaminérgico, no sistema serotoninérgico, no hormônio de crescimento, no funcionamento das mitocôndrias e/ou no sistema endócrino.
A fibromialgia é um estado de saúde complexo e heterogêneo no qual há um distúrbio no processamento da dor por mais de 3 meses associado a outras características secundárias como:
Tender points


A fibromialgia não deve ser encarada como uma doença que necessita de tratamento, mas sim como uma condição clínica que requer controle. Isso porque, na pessoa predisposta, suas manifestações ocorrem ao longo da vida, na dependência de uma gama de fatores físicos e emocionais. Nesse contexto, as manifestações devem ser tratadas na direta proporção de sua gravidade.

De uma forma geral a abordagem da fibromialgia repousa em quatro pilares a saber:
- Exercícios para alongamento e fortalecimento muscular, assim como para condicionamento cardiorrespiratório.
- Técnicas de relaxamento para prevenir espasmos musculares. 
- Hábitos saudáveis para melhorar a qualidade de vida e reduzir o estresse.
- Medicações para o controle da dor e dos distúrbios do sono. 
-Exercícios Exercícios físicos regulares melhoram o tônus muscular, melhoram a sensação de dor e os distúrbios do sono. Isso porque uma série de substâncias são liberadas durante exercícios de baixo impacto de alongamento e fortalecimento muscular, em especial as endorfinas (analgésicas) e somatostatina (promove o trofismo muscular). 

Relaxamento 

Deve-se balancear os períodos de trabalho e lazer, vigília e sono. 
O relaxamento, não apenas físico, mas também mental é importante na abordagem da fibromialgia. Isso porque se busca quebrar um círculo vicioso constituído por dor, estresse, depressão e distúrbios do sono. Educação e hábitos saudáveis Os pacientes com fibromialgia devem ter conhecimento pleno de sua condição clínica, uma vez que ela se caracteriza por recidivas intermitentes dos sintomas de dor e fadiga. Dessa forma os sintomas podem ser tratados assim que se manifestam com medidas não medicamentosas e se necessário, com o uso de medicamentos. 
No sentido de prevenir as manifestações de dor e de depressão, os pacientes com fibromialgia devem buscar hábitos saudáveis e regulares em termos de alimentação, lazer e sono. 

Medicamentos 
Quando necessários devem ser prescritos pelo médico. Isso porque em cada recidiva a fibromialgia pode se manifestar de forma diferente, necessitando de diferente abordagem medicamentosa.

Fontes:



quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Alimentação x Ansiedade


A ansiedade, quando não exagerada, é normal. Mas, infelizmente, com a correria dos dias de hoje, a grande maioria da população acaba sofrendo desse mal.
Algumas terapias complementares têm tentado auxiliar no controle dessa sensação, que quando em excesso, provoca estresse profundo, o que faz muito mal ao organismo. Uma delas, que trabalha com o reequilíbrio bioenergético, aliado a uma reorientação alimentar, melhora a qualidade de vida e ajuda muito no controle da ansiedade, a Bioenergopatia.
Os vilões da ansiedade, que devem ser evitados a todo custo, são os preferidos dos ansiosos: chocolate, café e açúcar. Muitas pessoas acreditam que o chocolate traz a sensação de bem-estar, mas, na verdade, o chocolate alivia momentaneamente a sensação de nervosismo. O efeito é comprável a uma droga, depois que passa a sensação de "relaxamento" a ansiedade volta e com mais intensidade. Segundo Geraldo Medeiros Jr, biólogo e terapeuta bioenergopata, alguns alimentos têm substâncias com o poder de ajudar no controle dessa sensação ruim que é a ansiedade. “Uma dica é preferir alimentos ricos em triptofano, substância responsável pela promoção da sensação de bem-estar, principalmente no café da manhã”, afirma. São eles: leite e iogurte desnatado, queijo branco, nozes, banana, arroz, batata, feijão, lentilha, castanhas, abacate, soja e derivados.
Alguns carboidratos como pães e cereais integrais, biscoitos integrais, massas integrais, arroz integral e selvagem, legumes, frutas e mel, também são boas pedidas. “A partir do momento que a ansiedade não consegue mais ser mantida em níveis normais, notamos sua interferência direta na saúde e na capacidade de realização, podendo afetar também a respiração, e até a vitalidade do indivíduo”, explica Geraldo Medeiros Jr.
Outras dicas podem ser seguidas por quem quer se livrar da ansiedade:
  • Procure facilitar todas as condições para ter uma excelente noite de sono;
  • Alimente-se corretamente no café da manhã com fontes de triptofano, substância responsável pela promoção da sensação de bem-estar;
  • Faça um alongamento durante o banho matinal, para facilitar a entrada do ar nos pulmões e, conseqüente, a oxigenação do sangue;
  • Durante o trabalho tire alguns períodos para pequenos alongamentos e pausas para relaxar;
  • Não sofra por antecipação. Os acontecimentos são frutos de sua postura mental. Se não puder controlá-los, controle a sua reação perante os fatos.

domingo, 21 de agosto de 2011

A importância do Power house

Durante uma aula de Pilates, o instrutor sempre pede para contrair uma região denominada centro de força ou power house, esse centro é composto pelo conjunto de musculos abdominais, pelvicos e lombares.


Em estudos recentes, sabe-se que qualquer movimento corporal repercute na região sacro pélvica. Por esse motivo, temos a tendência de sobrecarregá-la, forçando em excesso a região lombar, além de adotar más posturas que aumentam a probabilidade de aparecer alguma lesão. A sua debilidade ou sobrecarga pode desencadear transtornos e dores na musculatura, nas articulações e nervos, como lombalgias, hérnias de disco, dores ciáticas etc.
Portanto, é importante termos em mente que se procurarmos manter esse centro físico bem protegido, tonificando-o e adquirindo uma postura melhor, ganhamos mais qualidade de movimento, diminuiremos o risco de termos futuras patologias, conseguimos um aspecto físico mais harmonioso e elegante.
Esse "centro de força", a que Pilates faz referência constante, relaciona-se à busca pelo centro chamado " Tan Tien" ou "Hara" (centro de energia), nas artes marciais orientais, que há muito tempo, têm consciência da sua importância e elaboraram uma infinidade de exercícios e técnicas para seu desenvolvimento e fortalecimento.
Desde a China antiga, com o chi kung e as artes marciais, até a India, com a ioga, essas técnicas,foram se alastrando para o Japão e toda a Ásia. É ali onde adquirem fundo filosófico e religioso, pois a sua cultura está impregnada de espiritualidade.

Joseph H. Pilates trouxe essas disciplinas para perto do Ocidente, mas sem fundo espiritual do Oriente e adaptadas à mente prática ocidental. Também podemos encontrar referências do costume de proteger essa região central do corpo aqui na nossa cultura e em quase qualquer parte do mundo. De fato, é costume colocar faixa para proteger a região lombar para os trabalhos no campo, também vemos isso em cinturões de couro largo, faixas de neoprene etc., usados em tarefas que causam sobrecarga excessiva em academias, para levantar pesos. É cada vez mais comum médicos, fisioterapeutas e treinadores esportivos recomendarem que se fortaleça essa região.Os exercícios do método Pilates começam sempre desse centro de força.
Para desenvolver todos esses musculos de modo equilibrado, é necessário um trabalho de muita precisão. Os musculos mais profundos e, por isso, mais dificeis, exigem mais concentração na hora de se executar os exercícios. Conceitos como o de empurrar o umbigo na direção da coluna são de vital importância na hora de realizar os exercicios com precisão, para se obter um bom resultado.
Depois de algum tempo praticando Pilates, começamos a mudar a forma de sentir cada ato realizado e tomamos consciência de como se movimentar e se posicionar, o que irá repercutir na autocorreção da postura, evitando problemas nas costas, e irá nos dar mais condicionamento físico, tanto para aumentar o rendimento esportivo como para a vida em geral.
O papel que esse método desempenha é uma ferramenta imprescindível, que devemos levar sempre conosco, para assim obter uma melhor qualidade de vida física e mental.

Fonte: Livro - PILATES Por JOSE RODRIGUEZ

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Os benefícios da caminhada

Ela não exige habilidade, é barata, pode ser feita praticamente a qualquer hora do dia, é uma forma eficaz de emagrecer e tonificar o corpo. A caminhada é uma atividade fácil de ser realizada, mas, mesmo que você caminhe todos os dias, isso não quer dizer que o faça corretamente. Caminhar a passos rápidos ou caminhar com força e sem parar queima muito mais calorias do que a caminhada a passo normal.


Para quem está iniciando um programa de atividades, a caminhada é ideal para trabalhar a função cardiovascular, melhorando o nível de condicionamento físico; auxilia na perda de peso e fortalece a musculatura; melhora circulação sanguinea; deixa o pulmão mais eficiente;combate a osteoporose;afasta a depressão;aumenta a sensação de bem-estar;deixa o cérebro mais saudável;diminui a sonolência;controla a ansiedade; colesterol e diabetes.

Você pode alterar a intensidade da sua caminhada, aumentando a velocidade, percurso (subidas e descidas) ou a distância percorrida. Também é importante monitorar a frequência cardíaca para que você possa compreender melhor como o seu corpo responde às diferentes intensidades de exercicios e, assim, realizar uma atividade segura e eficiente ( trabalhe com 60% a 75% da frequência cardíaca máxima, obtida subtraindo 220 da sua idade).

Como caminhar corretamente?

Faça alongamentos antes e depois das caminhadas;

Tenha uma tênis confortável, pois este absorve mais o impacto com o solo;

Mantenha as costas e o abdome firmes e contraídos;

Se você sentir dor nas canelas, diminua a velocidade e evite as ladeiras;

Hidrate o corpo bebendo água antes, durante e depois do exercício.

Trabalhe da seguinte maneira:
Pratique exercícios regularmente para manter sempre o seu corpo em equilíbrio.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Pilates ou Yoga ?


Hoje em dia, ao ligar a televisão ou abrir uma revista é comum se deparar com matérias contendo artigos sobre Pilates ou Yoga. De onde vem toda essa excitação? O que há de tão especial sobre estas técnicas? Quais são suas semelhanças e diferenças?
Yoga, como todos sabem, é destinado a unir a mente, o corpo e o espírito. Seus praticantes têm a opinião de que a mente e o corpo são um só. Ela é considerada uma técnica terapêutica, ajuda você a se tornar mais consciente da postura do seu corpo, do alinhamento e dos padrões de movimento.Isso torna o corpo mais flexível e ajuda a relaxar. Mesmo no meio de um ambiente estressante.
Esta é uma das principais razões por que as pessoas querem começar a praticar Yoga – para se sentir mais apto, enérgico e mais feliz. Os movimentos são realizados, principalmente, através de posturas com um auxílio de um instrutor de Yoga. O próprio peso do corpo é usado para a resistência e um grande foco é atribuído ao fluxo de energia entre uma postura para outra. Há muitos estilos diferentes de Yoga e elas diferem em sua ênfase. Nenhum estilo é melhor que o outro.
O Pilates procura alcançar os mesmos objetivos, também através de uma série de movimentos controlados. A principal diferença consiste na técnica do Pilates que não trabalha apenas no solo, mas incorpora o trabalho em aparelhos. E a ênfase dos exercícios é fortalecer os músculos abdominais, melhorar a postura, estabilizar e alongar a coluna, melhorar o equilíbrio e a força global.
Ao contrário de outros programas de treinamento, o Pilates trabalha o corpo todo o tempo todo, destacando o controle, precisão e concentração, tanto o corpo como a mente. Os movimentos não são executados rapidamente nem repetidamente. Ao invés disso, o foco está na qualidade e não na quantidade. Os músculos abdominais, região lombar e dos quadris (“Casa da Força”) servem como o centro de todo movimento, para que o restante do corpo se movimente livremente.
Esse foco na estabilização torna a contração muscular mais forte de dentro pra fora, e é primordial para o progresso do praticante.
A natureza de baixo impacto do Pilates é ideal para prevenção de lesões e reabilitação. Seus princípios – concentração, equilíbrio, controle, respiração, fluidez e precisão – treinam o corpo para se mover de forma eficiente com o mínimo de impacto sobre o corpo. O equilíbrio entre força e flexibilidade cria um exercício saudável, vigoroso e simétrico para todos os grupos musculares. Resulta em um corpo mais forte, equilibrado e linear.

Se depois de ler sobre as técnicas ainda lhe restar dúvidas sobre qual delas é melhor para você: experimente as duas! A natureza das duas técnicas se complementa. Conquiste o alinhamento na Yoga e mantenha com Pilates. Fortaleça seus abdominais no Reformer para melhorar suas posturas na Yoga. Junte as técnicas da respiração do Pilates e o aspecto meditativo da Yoga em sua vida diária e veja o estresse diário se dissipar. Ambos as técnicas são reconhecidas e comprovadas, e com a ajuda de um professor capacitado, você certamente atingirá as metas que estabelecer para si mesmo.





quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O que você precisa saber sobre o método

Nas aulas de Pilates tem-se notado muitas reclamações dos alunos inicantes que sofrem de alguma dor crônica ou pequenos desconfortos na coluna, cervical, torácica e lombar. Na prática, a correção baseia-se em um auto-conhecimento, que relaciona fraquezas e compensações que geram desequilíbrios musculares no corpo. 



Inicialmente estimulamos o fortalecimento da primeira fraqueza das pessoas : “os abdominais”, através do “centro de força”, que constituem pelos músculos abdominais, multífidos e períneo que terão que ser acionados antes da pratica do exercicio. 

Os profissionais que utilizam a técnica de Pilates devem instruir quando é a hora certa de avançar no programa de treinamento, conscientes das necessidades e habilidades de seus alunos. O professor deve dispor de um bom conhecimento em anatomia, biomecânica e cinesiologia, para oferecer as bases teóricas necessárias para a correta interpretação e aplicação do Método Pilates.
MÉTODO PILATES - PRINCÍPIOS DE CONCENTRAÇÃO
Concentre-se nos movimentos corretos CADA VEZ QUE VOCÊ EXECUTA OS EXERCÍCIOS, para que você não os faça impropriamente.

MÉTODO PILATES - PRINCÍPIOS DE CENTRALIZAÇÃO
Os treinamentos básicos com os exercícios doMétodo Pilatesrequerem suporte e controle do tronco em conjunto com movimentos dinâmicos das extremidades. Centralização e equilíbrio estão sempre envolvidos.
Método Pilates (1998) enfatizou o alto índice de pessoas que apresentam curvatura anormal da coluna. Escreveu sobre a importância de preservar a curvatura normal para que se mantenha um bom equilíbrio do corpo, o que poderia ser obtido com o fortalecimento do centro de força, flexibilidade e alinhamento postural.
MÉTODO PILATES - PRINCIPIO DA RESPIRAÇÃO
Pilates afirmou que antes de qualquer beneficio que possa ser alcançado com o uso do método a pessoa necessita “aprender a respirar corretamente”. Esclareceu que a “respiração correta” seria a completa inalação e exalação de ar.




“Sempre mantenha sua mente concentrada no objetivo do exercício que você está executando.” Joseph Pilates


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Fique em forma com Pilates




No pilates, os músculos são trabalhados duplamente, ou seja, são tonificados e alongados ao mesmo tempo, mas dentro do limite de cada praticante. Tanto em aparelhos como no solo, o pilates é um método livre de impacto e que respeita a individualidade. O corpo treinado pela prática se torna forte, alongado, flexível e saudável.
A técnica produz resultados rápidos e duradouros. Nas primeiras dez seções já é possível sentir diferença na flexibilidade, e com aproximadamente trinta sessões, os músculos estão mais definidos e o condicionamento físico tem uma melhora significativa.
O trabalho de fortalecimento é realizado de dentro para fora, concentrando-se no uso das estruturas mais profundas do nosso corpo, criando um corpo jovem, forte, saudável e uma mente energizada.
A base do método é o centro de força, composto principalmente pelos músculos do abdômen, região lombar e pélvica, que permanece contraído, dando sustentação para movimentação solta, fluida, das pernas e braços. Este centro é controlado durante toda a aula, pois é ele que mantém a coluna vertebral estável, evitando lesões.
Para fazer os exercícios, o aluno deve estar concentrado. Por isso, dizemos que a mente também está presente na execução dos movimentos, melhorando a capacidade de respiração e proporcionando maior tolerância ao stress.
“Poucos movimentos bem feitos, realizados de forma correta e equilibrada valem por muitas horas de ginástica.”Joseph Pilates
Fonte: http://www.brasilfitness.eu/fique-em-forma-com-pilates/

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Porque fazer Pilates ?



É cada vez maior o número de pessoas conscientes com a importância da atividade física para se obter qualidade de vida. Novas modalidades aparecem a cada ano, atendendo as necessidades e vontades dos seus adeptos na área fitness. Pode ser que você não conheça o método pilates, ou até ouviu falar a pouco tempo sobre esta modalidade, mas, na verdade ele foi criado no início do século passado por Joseph Pilates, um tipo de exercício físico, que utiliza o peso do próprio corpo em execução.
Quem busca melhorar a postura, a flexibilidade, fortalecer os músculos, definir o abdômen e desenvolver o controle corporal, deve conhecer um pouco mais sobre esta técnica, tão indicada pelos médicos.
Indicação de tratamento e prevenção de:
  • Lesões no joelho
  • Hérnia de disco
  • Osteoporose
  • Artrite
  • Artrose
  • Problemas  posturais
  • Lesões musculares
  • Síndrome do impacto e outros.
Benefícios que esta técnica trás para você:
  • Melhora equilíbrio e coordenação
  • Ajuda desenvolver a consciência corporal
  • Melhoram a auto-estima
  • Alivia o stress
  • Melhora a capacidade respiratória e muito mais.
Os seis princípios do sistema são:
Concentração: Os exercícios devem ser executados sempre com muita atenção. Se sua mente e seu corpo estiverem trabalhando juntos, os movimentos irão ter uma maior eficiência.
Controle: Visando o movimento equilibrado e concentrado, consciência e harmonia dos movimentos evitando lesões durante a prática.
Centro: O corpo humano tem um centro de força onde se originam todos os movimentos, chamado por Joseph Pilates de Powerhouse: abdômen, parte inferior das costas e os glúteos , tendo como foco principal o fortalecimento deste centro  em todos os exercícios .Por isso ouvimos por tantos praticantes e em inúmeras matérias , sobre os ótimo resultados desta técnica na região abdominal.
Movimento fluído: Os movimentos devem ser realizados de forma harmônica atentando para as possíveis compensações, que poderão levar a exercícios inadequados.
Respiração: Para manter a circulação do sangue pura, esta técnica visa a respiração adequada ao exercício, oxigenando o sangue e eliminando os gases nocivo.
As aulas de pilates são direcionadas para as necessidades individuais do aluno, podendo ser feitos por qualquer individuo desde o muito treinado ao sedentário, sendo feita um avaliação postural e uma anamnese deste aluno antes de iniciar a pratica.
Esta modalidade pode ser feita em aparelhos ou no solo, utilizando alguns equipamentos básicos, como a bola, meia lua, rubber-band e outros. Procure sempre profissionais habilitados para esta técnica , seja ele um fisioterapeuta ou um profissional de educação física.

Fonte: http://marianadib.com.br/blog/?p=15

Como surgiu o método


Joseph Humbertus Pilates, nascido em 1880 em Münchengladbach, Alemanha, era filho de um atleta de ginástica e de uma mãe que usava terapias naturais de cura. Na infância, Pilates sofria de asma, raquitismo e febre reumática. Mas, desde pequeno, ele se interessava por exercícios e saúde, e quando um médico de família lhe deu um velho livro de anatomia, o menino começou a memorizá-lo e a exercitar cada parte de seu corpo. Quando se tornou adulto, Pilates já era destro em boxe, ginástica, esqui e mergulho. Ao irromper a Primeira Guerra Mundial, em 1914, ele estava vivendo e trabalhando na Inglaterra e foi detido em um campo de internação para civis de nações inimigas. Ele ensinou técnicas de autodefesa e luta aos companheiros de campo, e começou a desenvolver o método de exercícios que mais tarde seria conhecido como Contrologia. Pilates terminou sendo transferido para um trabalho como enfermeiro de pacientes com doenças características da época da guerra. Ele começou a criar equipamentos para ajudar a reabilitar seus pacientes. Em 1926, Joseph Pilates se mudou para os Estados Unidos e abriu uma academia de ginástica em Nova York, em sociedade com sua mulher Clara, para ensinar seu método, que logo se tornou popular entre dançarinos lesionados que precisavam de reabilitação. Como o pilates propicia força sem aumentar a massa, serve como exercício efetivo para dançarinos que precisam se manter esguios. O método pilates continua em uso hoje para prevenção e reabilitação de lesões esportivas. O pilates promove o fortalecimento dos músculos fracos, o alongamento dos músculos encurtados e o aumento da mobilidade das articulações.