terça-feira, 20 de outubro de 2015

Como Aproveitar ao Máximo sua Aula de Pilates !


O alemão Joseph Pilates era praticante de diversas atividades físicas e estudioso do corpo humano, um autodidata perfeccionista que criou um método onde o objetivo era ensinar as pessoas a se moverem com qualidade dentro e fora dos estúdios.

fonte: google images
Um dos discípulos diretos do casal Joseph e Clara Pilates , Jay Grimes uma vez disse: "Chega um ponto em que você se torna Pilates e Pilates se torna você. O grande feito de Joseph não era ter pessoas treinando na academia durante horas todos os dias. Ele queria treinar seu corpo de modo que cada movimento seu seja um exercício construtivo. Quando todo o seu corpo está envolvido e funcionando corretamente, mesmo que você esteja apenas se levantando, andando pela sala ou sentando-se em uma cadeira, estará fazendo um exercício". Esse era o objetivo do criador do método, fazer todos se moverem com facilidade, segurança e habilidade em suas atividades diárias, sejam elas quais forem.
Por isso, o método é cheio de regras e o instrutor irá repeti-las inúmeras vezes, pois isso é Pilates

A começar pela respiração, talvez a parte mais importante e difícil de aprender e controlar. Se a gente parar para pensar, não deveria ser, pois como disse Joseph “respirar é o primeiro e último ato da vida”. Fazemos isso o tempo inteiro desde sempre, então não conseguimos entender quando um aluno interrompe a aula para perguntar se vai ficar somente respirando! Não, não vai, existem muito mais coisas pela frente, mas antes, durante e até depois de todas as outras coisas, vai aprender a respirar direitinho como o método exige porque sem isso não é Pilates.

Inspirar e expirar não é apenas colocar ar para dentro e para fora dos pulmões, mas abastecer seu corpo de energia, levar combustível para suas células e ainda é utilizar músculos fundamentais para manter o corpo firme. Pilates usou este ato para organizar todo o corpo. Na expiração completa, por exemplo, usamos diversos músculos abdominais, músculos estes que se localizam no centro do corpo e são importantes para nos proteger e equilibrar. Então sim, vamos respirar bastante e com qualidade, ativando o abdômen para deixá-lo cada vez mais forte. No entanto, isto será feito junto aos exercícios, enquanto o aluno fortalece braços e pernas, abdômen e os músculos das costas. Por isso tenha paciência, deixe a ansiedade do lado de fora do estúdio e concentre-se para fazer o que seu instrutor pede.

fonte: google images
                                   
Por falar em concentração, Pilates dizia que seu método começava com o controle da mente sobre o corpo e orientava seus alunos a manter suas mentes concentradas no propósito do exercício, pois os benefícios da técnica dependiam do aluno realizar os exercícios exatamente como as regras eram dadas, concentre-se em seu corpo durante o exercício e lembre-se que se seu instrutor repete aquelas mesmas orientações todo o tempo é porque elas são realmente importantes para que o alinhamento do corpo seja mantido e para que os músculos certos sejam plenamente ativados.

Tenha calma, o método é um aprendizado e vai ficando cada vez mais complexo.
Nem todo mundo fará exercícios avançados, mas isto não é uma derrota, pois mesmo que sejam os mesmos, a forma como o corpo os entende é diferente. Qualquer que seja o exercício de Pilates, se bem executado, é um exercício completo e excelente, portanto, não olhe o colega do lado, não queira fazer o que ele faz, se seu instrutor não passou determinado movimento para você ele deve ter razões para isso e a principal, provavelmente, é proteger seu corpo. O tempo perdido espiando será muito melhor gasto se utilizado para fazer você dominar seu corpo seja qual for o movimento que estiver fazendo.


Então aqui ficam as regras:
  • Não reclame da respiração, ao invés disso, concentre-se ao máximo nela.
  • Não gaste seu tempo em longas conversas ou em qualquer outra coisa que não seja em seu corpo.
  • Deixe a ansiedade de lado. Fazer exercícios rapidamente não fará sua aula mais difícil, pelo contrário, quando o aluno acelerá os erros e compensações acontecem e eles nada mais são do que a forma do corpo de ir pelo caminho mais fácil. Já uma aula feita de forma mais lenta e controlada é 100% aproveitada e os resultados aparecem logo.
  • Preste atenção em todas as orientações pois elas são fundamentais. Às vezes, o aluno para de ouvir as dicas dadas, principalmente quando a turma e o instrutor são antigos e ele já está acostumado com a linguagem, isso é um grande erro. Escute e tente passar para seu corpo todos os detalhes que são pedidos, com certeza a aula vai ficar mais desafiadora e interessante.
  • Execute os movimentos com atenção e cuidado.
fonte: google images

Quando entrar em um estúdio de Pilates, esteja aberto a fazer Pilates, então, como Joseph dizia “siga as regras exatamente como elas são dadas” porque tudo faz diferença no resultado.

Proponha-se a fazer a atividade física que você escolheu e não tente mudá-la porque estará jogando seu dinheiro fora. Se o método não te agradar do jeito que é, procure outra atividade física, afinal cada um é de um jeito e uns gostam de Pilates, outros de corrida, musculação, Cross Fit, yoga…
Todo exercício é válido portanto que seja feito com qualidade e regularidade. ;)







Fonte:http://www.espacofluir.com/#!Como-Aproveitar-ao-Máximo-sua-Aula-de-Pilates/c1aod/559c25fd0cf2ae09c19b71b7

Um comentário:

  1. Muito bom! Não faça da Pilates, faça da sua vida um Pilates, seu corpo agradecerá com certeza; principalmente quando estiver na terceira idade, quando o corpo já não quiser obedecer sua mente.

    ResponderExcluir